119-4175-0366 ou

cienciasrevolucionárias@gmail.com

Books On Shelf

BEM-VINDO ÀS EDIÇÕES CIÊNCIAS REVOLUCIONÁRIAS

 
 

CONHEÇA OS AUTORES E EDITORES

16508972_1367512479968044_12520963442246
55618262_278048896463850_364056188952562
34049728_1877203299017211_47457092960780

PAULO OISIOVICI

Historiador

MAGNO FRANCISCO DA SILVA

Históriador

KLAUS SCARMELOTO

Organizador

 
Used Books

Sem teoria revolucionária não há prática revolucionária

V. U. Lenin

 

ENTRE EM CONTATO

Condomínio Edifício Adolpho Mário R. Asdrúbal do Nascimento, 220 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01316-030


R. Larival Géa Sanches, 150A - Vila Vitorio MazzeiSão Paulo - SP, 02409-000

119-4175-0366 ou

Stack of Magazines
 

EM PRÉ-VENDA

O Vento da Hitória o Absolveu

EM DEFESA DE STALIN – TEXTOS BIOGRÁFICOS: https://bit.ly/2MNuwfU


Com textos de Klaus Scarmeloto e do doutorando Vinícius Ramos, as @edições ciências revolucionárias, lança a coletânea de escritos biográficos de Stalin. Tais obras Biográficas são essenciais para compreender uma das, senão a maior, personalidade do século XX, Josef Stalin. Ao contrário da grande tendência dos atuais biógrafos focados em fatos históricos secundários, Ludwig, mesmo não sendo um comunista, consegue extrair com precisão os traços que caracterizam Stalin como o maior Estadista de seu período, algo reconhecido pelos estadistas do período; Web Du Bois talvez seja uma das maiores autoridades em estudos raciais dos EUA, ele afirma que Stalin foi o patrono do direito aos povos que sofriam com o racismo, sendo o pioneiro com a primeira constituição antirracista; Anna Louise Strong demonstra que a metodologia de governo de Stalin foi a de maior alcance já vista na história no que se refere a ouvir o povo e as massas, Stalin não deixava de escutar o povo antes de toda e qualquer resolução; Bill Bland demonstra que o revisionismo é um problema que segue além das declarações diretas e que estavam se efetivando ainda antes da morte de Stalin e o levou a morte, o que é confessado pelos revisionistas como Kruschev, por fim, o Instituto Marx Engels Lenin, em sua curta biografia, fazem um verdadeiro roteiro de estudos da obra de Stalin muito eficaz. Outros textos de homenagem a Stalin compõe a obra. Arte de capa: Daniel Moreno. Apoio e Colaboração A Marighella.

O VENTO DA HISTÓRIA REDIME STALIN

Paulo Oisiovici

A obra do historiador Paulo Oisiovici demonstra que, mesmo após a morte, Stálin impõe derrotas ao trotskismo, aos imperialistas, aos fascistas, aos revisionistas e todos os traidores do marxismo-leninismo. O renascimento e crescimento do prestígio do sucessor de Lênin, na Rússia e no mundo, pelos trabalhadores, a recuperação da verdade histórica sobre a experiência da URSS e em outros países, comprovam que o vento da História remove o lixo sobre o túmulo de Stálin, cumprindo a profecia e atestando que "a história continua"! Obra amplamente baseada em documentação empírica, escrita pelo único pesquisador Brasileiro, da America Latina e de língua lusófona, nos arquivos de moscou, o Mestre Paulo Oisiovici que nos brinda com avaliação de documentos inéditos para os eixos continentais já citados, acerca do massacre de Katyn, com os documentos e os relatório da comissão de Stalin e o relatório de seus legistas para apurar os fatos, com os documentos que comprovam falsificação de Yetsin acerca de Katyn por perícia, os documentos que compõe o tratado de não agressão entre URSS e Alemanha nazista. Em 2010, graças a denúncia de Viktor Ivanovich Ilyukhin, vice-presidente do Comitê de Segurança da Duma do Estado da Federação Russa, membro da comissão anti-corrupção da Duma do Estado e presidente do movimento político "Em apoio ao exército, indústria de defesa e ciência militar" (DPA), à presidência da Duma, foi aberta uma investigação oficial com a ajuda de peritos especialista, sobre o Caso Katyn. Logo após a instauração da investigação, Ilyukhin foi morto em condições misteriosas, mas deixou sob a guarda de outras pessoas, correspondências trocadas com grandes figuras do governo russo e com membros do Partido Comunista da Federação Russa. O "caso Katyn", iniciado com a denúncia feita por Joseph Goebbels à Cruz Vermelha em 1943, referente a execução de oficiais poloneses na Montanha dos Bodes nas proximidades de Smolensk, que gerou um processo na corte Europeia de Direitos Humanos movido pela Polônia contra a Rússia. As extensas informações coletadas e apresentadas por V. I. Ilyukhin coletou, e os exames realizados pela comissão de especialistas que periciaram os documentos do caso Katyn, acabaram comprovando que os documentos entregues pelo presidente BórisYéltsin aos poloneses, que serve de base para as narrativas produzidas sobre Stálin e a URSS, pelos historiadores do ocidente, incluindo o Brasil, se constitui no maior e mais grosseiro caso de falsificação já registrado na História. Em 2012 a Corte Europeia de Direitos Humanos acabou por reconhecer como falsos os documentos apresentados como prova no caso Katyn. Os autores técnicos da mais torpe falsificação histórica sobre o caso Katyn, a maior e mais grosseira, já registrada na História são: A. Yakovlev, Dmitri Volkogonov, V. Falin e R. Pikhoya.
Toda a historiografia ocidental, incluída a brasileira, sobre Stálin e a experiência do socialismo na URSS, reproduzida por José Paulo Netto, Florestan Fernandes,Fernando Haddad, Kevin Murphy, Felipe Demier, Marcio Lauria Monteiro, Demian Bezerra de Melo, Gulherme Leite Gonçalves, Raquel Varela, Valerio Arcary, por consagrados autores ingleses, franceses e norte-americanos financiados pela CIA e por universidades como as de Yale, Havard, Oxford e outras, tem como uma de suas bases de sustentação, uma engenhosa obra ficcional de Joseph Goebbels.

EM DEFESA DE STALIN: TEXTOS BIOGRÁFICOS

Org. Klaus Scarmeloto

EM DEFESA DE STALIN – TEXTOS BIOGRÁFICOS: https://bit.ly/2MNuwfU


Com textos de Klaus Scarmeloto e do doutorando Vinícius Ramos, as @edições ciências revolucionárias, lança a coletânea de escritos biográficos de Stalin. Tais obras Biográficas são essenciais para compreender uma das, senão a maior, personalidade do século XX, Josef Stalin. Ao contrário da grande tendência dos atuais biógrafos focados em fatos históricos secundários, Ludwig, mesmo não sendo um comunista, consegue extrair com precisão os traços que caracterizam Stalin como o maior Estadista de seu período, algo reconhecido pelos estadistas do período; Web Du Bois talvez seja uma das maiores autoridades em estudos raciais dos EUA, ele afirma que Stalin foi o patrono do direito aos povos que sofriam com o racismo, sendo o pioneiro com a primeira constituição antirracista; Anna Louise Strong demonstra que a metodologia de governo de Stalin foi a de maior alcance já vista na história no que se refere a ouvir o povo e as massas, Stalin não deixava de escutar o povo antes de toda e qualquer resolução; Bill Bland demonstra que o revisionismo é um problema que segue além das declarações diretas e que estavam se efetivando ainda antes da morte de Stalin e o levou a morte, o que é confessado pelos revisionistas como Kruschev, por fim, o Instituto Marx Engels Lenin, em sua curta biografia, fazem um verdadeiro roteiro de estudos da obra de Stalin muito eficaz. Outros textos de homenagem a Stalin compõe a obra. Arte de capa: Daniel Moreno. Apoio e Colaboração A Marighella.

TODO PODER AO POVO

Partido dos Panteras Negras

Organizamos esta coletânea de textos – artigos publicados no órgão oficial The Black Panther, discursos dos principais líderes e documentos da organização – produzidos ao longo da existência do partido, que traçam um panorama geral para o estudo desta importante experiência dos negros estadunidenses apoiados no marxismo-leninismo e influenciados pelo Pensamento Mao Tsé-tung na luta contra o racismo e o imperialismo ianque.