Em fevereiro de 1956, há 63 anos, ocorria o famigerado XX Congresso do PCUS, que representou a ascensão da ala revisionista no comando do partido e iniciou o processo de difamação de Stálin e seu legado. É contra esse processo e suas nefastas consequências que o livro "O papel do revisionismo moderno na crise do movimento comunista", de Magno Franscisco da Silva (mestre em História Social pela UFAL e professor na mesma instituição) se coloca, com excelente rigor historiográfico e coragem político-ideológica infelizmente rara nos ambientes universitários, tão reféns das modas e das propagandas ideológicas anticomunistas.

O papel do revisionismo na crise do movimento comunista

REF: 284215376135191
R$ 14,00Preço
Cor
     

    119-4175-0366 ou

    cienciasrevolucionárias@gmail.com