Buscar
  • Klaus Scarmeloto

O Legado de Stalin

James Klugmann

Traduzido por Klaus Scarmeloto

Fonte: https://www.marxists.org/archive/klugmann/1953/04/legacy.htm



  • Ao lamentarmos a morte do maior líder da classe trabalhadora do mundo, recebemos um presente e um guia magníficos para os que lutam na Grã-Bretanha pela causa do socialismo — o primeiro volume, em inglês, das Obras de Stalin [1] . Esta é uma contribuição de primeira ordem para a publicação em língua inglesa dos clássicos do marxismo criativo; um evento marcante na disseminação do pensamento e ensino marxistas na Grã-Bretanha.

  • O primeiro volume, do que será uma série de dezesseis, contém a maior parte de seus escritos no período de 1901 a abril de 1907, muitos disponíveis em inglês pela primeira vez. Estes são os escritos do jovem Stalin que inspirou e liderou as primeiras organizações bolcheviques na Transcaucásia, escritos cuja maioria apareceu pela primeira vez em periódicos marxistas georgianos ilegais, principalmente, editados e dirigidos pelo próprio Stalin.

  • Foi o período em que Stalin organizou e liderou a grande manifestação do primeiro de maio em Tiflis, em 1901, saudada pelo Iskra de Lenin como um evento de importância histórica para todo o Cáucaso; quando Brdzola (a luta), o primeiro jornal marxista ilegal na Geórgia, foi fundado por iniciativa de Stalin, perdendo apenas para Iskra próprio jornal marxista na Rússia. Stalin criou a organização marxista em Batum e o Comitê Batum do Partido Social-Democrata da Rússia, ele próprio organizando e liderando a famosa demonstração política dos trabalhadores de Batum em 9 de março de 1902. Ele liderou a luta contra o oportunismo no movimento operário transcauciano, lutando pela unidade dos trabalhadores de diferentes nacionalidades — georgianos, armênios, azerbaijanos e russos. Então veio sua prisão, exílio na Sibéria e fuga. Retornando ilegalmente ao Cáucaso em fevereiro de 1904, liderou a enorme greve dos trabalhadores de Baku (dezembro de 1904) e garantiu um acordo coletivo com os proprietários de petróleo, o primeiro do gênero no movimento da classe trabalhadora russa. Ele lutou de forma consistente e perspicaz contra os mencheviques da Transcaucásia, defendeu e espalhou os ideais e ensinamentos de Lenin. Foi o período em que Stalin liderou a Revolução de 1905 em toda a Transcaucásia, o período em que conheceu Lenin e depois da derrota da revolução de 1905, lado a lado com Lenin, defendeu brilhantemente os fundamentos teóricos do marxismo em sua série de artigos publicados sob o título de Anarquismo ou Socialismo? Stalin, embora ainda jovem, já se mostrava um destacado líder bolchevique, combinando o mais profundo entendimento teórico com a liderança prática concreta diária da luta revolucionária.

  • O estudo deste primeiro volume das obras de Stalin mostra como consistentemente ele defendeu e difundiu os ensinamentos de Lenin, como desde seu aprendizado revolucionário inicial ele emergiu como o companheiro de armas de Lenin. A imprensa marxista ilegal editada por Stalin na Transcaucásia, especialmente a Brdzola (Luta) e a Proletariatis Brdzola , ambas editadas por Stalin, transmitiu aos trabalhadores da Transcaucásia as mensagens do Iskra e do Proletário de Lenin , na maioria das vezes através da pena de Stalin, muitos dos quais Os artigos desses jornais são reproduzidos neste primeiro volume. Sua breve colocação sobre as divergências no partido; suas duas cartas de Kutais e sua resposta a um social-democrata defenda brilhantemente a concepção de Lenin de um partido proletário, como apresentado em seu famoso O que deve ser feito? Stalin enfatiza repetidamente a necessidade de dar uma consciência socialista ao movimento trabalhista, de combinar o movimento trabalhista ao socialismo:

  • O que é o socialismo científico sem o movimento da classe trabalhadora? — Uma bússola que, se não for utilizada, ficará enferrujada e terá que ser jogada ao mar.

  • O que é o movimento operário sem socialismo? — Um navio sem bússola que chegará à outra margem em qualquer caso, mas chegaria muito mais cedo e com menos perigo se tivesse uma bússola.

  • Combine os dois e você obterá uma embarcação esplêndida, que acelerará em direção à outra margem e alcançará seu porto ileso.

  • Combine o movimento da classe trabalhadora com o socialismo e você obterá um movimento social-democrata que acelerará em direção à "terra prometida". (Brevemente sobre os desacordos no partido , p. 104).

  • Em sua classe proletária no partido proletário (1 de janeiro de 1905), Stalin discute o primeiro parágrafo das regras do partido, apoiando os princípios organizacionais do partido, como Lenin os expôs, e ampliando as ideias de Lenin:

  • O nosso partido não é um partido de combate? Como é, não é óbvio que nosso Partido não ficará satisfeito com uma aceitação platônica de seu programa, táticas e visões organizacionais, que indubitavelmente exigirá que seus membros apliquem as visões que aceitaram. Portanto, quem quiser ser membro do nosso Partido não pode se contentar em simplesmente aceitar o programa, as visões táticas e organizacionais do nosso Partido, mas deve começar a aplicá-las, colocando-as em prática.

  • Mas o que a aplicação das opiniões do Partido significa para um membro do Partido?

  • Quando ele pode aplicar esses pontos de vista?

  • Somente quando ele está lutando, quando estão marchando com todo o Partido à frente do exército proletário... Claramente, para ser membro do Partido, deve pertencer a um dos órgãos do Partido. (A classe proletária e o partido proletário, pp. 66-67).

  • Durante todo o período de preparação e realização da luta revolucionária de 1905, Stalin consistentemente, de maneira brilhante e muito perspicaz, apoiou e expôs a estratégia e as táticas de Lenin da hegemonia (liderança) do proletariado na revolução democrática burguesa, a necessidade de um armado insurreição e para a preparação detalhada de tal insurreição, o objetivo de estabelecer um governo revolucionário provisório. Essas visões são apresentadas de maneira brilhante, clara, lógica e poderosa, em muitos artigos deste primeiro volume de suas obras e, especialmente, em sua Situação Atual e no Congresso de Unidade do Partido dos Trabalhadores, publicado pela primeira vez em 1906.

  • O próprio Lenin rapidamente percebeu as grandes capacidades revolucionárias do jovem Stalin, sua profunda compreensão teórica do marxismo e seus brilhantes poderes como líder prático da luta. "Todo distrito de Tiflis foi inundado com folhetos esplendidamente escritos em russo, georgiano e armênio", escreveu o Iskra de Lenin em 15 de setembro de 1902, referindo-se às atividades dos marxistas de Tiflis liderados por Stalin. Lenin frequentemente se referia às atividades da organização do Partido Transcaucásia como um modelo de internacionalismo proletário. As duas cartas de Stalin de Kutais de setembro de outubro de 1904, foram encaminhados a Lenin, que se referia a Stalin como o "Colchian de fogo" e as traduções dessas cartas foram encontradas na correspondência de Lenin e Krupskaya com as organizações bolcheviques da Rússia. A resposta de Stalin a um social-democrata que apareceu no Proletariatis Brdzola em agosto de 1905, foi elogiada por Lenin por suas excelentes formulações. Menção especial das atividades das organizações bolcheviques na Transcaucásia, lideradas por Stalin, foi feita no Terceiro Congresso da RSDLP em uma resolução sobre 'Os eventos no Cáucaso', movida pelo próprio Lenin, em que ele se referia a essas organizações como ' o mais militante do nosso partido '.

  • Uma das maiores características de todo o trabalho de Stalin — sua combinação da compreensão teórica mais profunda e explicação teórica constante com a prática revolucionária mais consistente e a maior simplicidade e clareza — é refletida ao longo desses escritos mais antigos do jovem Stalin. Aqui você o encontra como o líder revolucionário, explicando detalhadamente os problemas de preparar a insurreição, organizar esquadrões de combate e armar os trabalhadores ( Insurreição Armada e nossas táticas; Dois confrontos; Marx e Engels na insurreição)) Você o encontra como o agitador apaixonado e em movimento, pedindo aos trabalhadores que lutem, produzindo folhetos que agitam a ação, cheios de ódio à cruel autocracia e sentimentos mais profundos pelo sofrimento do povo — simples, lúcido, comovente, emocionante, com slogans claros que levam a ações imediatas concretas ( Trabalhadores do Cáucaso, é hora de se vingar; Aos cidadãos vivem a bandeira vermelha; A todos os trabalhadores) Aqui você encontra Stalin o brilhante expositor do materialismo dialético, dos princípios do socialismo científico, confundindo os anarquistas e os mencheviques, expondo suas contradições e seu oportunismo e explicando com palavras que todos podem entender, surpreendentes em sua simplicidade, gritantes em sua clareza, as questões mais profundas da filosofia, da estratégia e das táticas da luta da classe trabalhadora ( anarquismo ou socialismo? ). Somente no estilo de Stalin - sua simplicidade, ilustrações da experiência cotidiana dos trabalhadores, sua lógica, sua humanidade e amor caloroso por aqueles a quem ele está escrevendo e seu ódio amargo pelos inimigos e enganadores da classe trabalhadora, como muito a aprender!

  • O jovem Stalin estava cheio de confiança ilimitada na classe trabalhadora. "Somente o proletariado revolucionário é destinado pela história a libertar a humanidade e trazer a felicidade ao mundo", escreveu ele na primeira obra impressa neste primeiro volume, na primeira edição do ilegal Brdzola, em setembro de 1901. "Somente a classe trabalhadora, e as pessoas em geral, que na luta não têm nada a perder, a não ser suas cadeias, elas, somente elas, constituem uma verdadeira força revolucionária'', ele escreve no número 2-3 do mesmo artigo. "Mas, para poder desempenhar esse papel de liderança, a classe trabalhadora deve se organizar em um partido político independente " (o POSDR e suas tarefas imediatas p. 30) Para organizar esse "partido político independente", Stalin, desde os primeiros dias, dedicou toda a sua grande energia, e é essa tarefa, os problemas e a realização dela, que corre como um fio vermelho em todo esse primeiro volume de suas obras coletadas.

  • Ele vê o papel de liderança da classe trabalhadora, mas ele vê também que, se só a classe operária pode levar a luta, a luta nunca pode ser vencida pela classe trabalhadora sozinha. Seus primeiros escritos estão cheios de discussões sobre o problema vital de conquistar aliados para a classe trabalhadora e isolar em cada estágio o inimigo principal. Ele constantemente dirige suas flechas contra os divisores da classe trabalhadora, contra aqueles que tentam desarmar a classe trabalhadora, aproveitando-os através da colaboração de classe com o inimigo de classe. Ele expõe os métodos pelos quais a reação tenta derrotar os trabalhadores, usando a violência, por um lado, e as concessões, por outro:

  • A luta contra o proletariado é travada por meio de balas e leis em todos os lugares.... Lembre-se dos anos de 1824 e 1825 na Inglaterra constitucional, quando a lei que concede liberdade de greve estava sendo redigida, enquanto ao mesmo tempo as prisões estavam lotadas de trabalhadores em greve. ( Legislação de fábrica e luta proletária, dezembro de 1906, p. 293).

  • Mas ele acrescenta sabiamente, mesmo quando são feitas concessões e aprovadas leis para impedir a luta dos trabalhadores "que, no entanto, não significa que o proletariado não possa utilizar tais leis".

  • Já em seus primeiros escritos, Stalin se mostra um mestre da questão nacional. Em sua visão social-democrata da questão nacional de setembro de 1904, ele prenuncia as ideias que ele deveria desenvolver mais tarde em seu marxismo e na questão nacional. Entre seus primeiros folhetos está a Long Live International Fraternity (fevereiro de 1905), um apelo emocionante à unidade de armênios, tártaros, georgianos e russos, para se unirem contra aqueles que tentam semear inimizade entre as nacionalidades da Rússia e aqueles que organizam pogroms contra armênios e judeus. " Divida e reine ", escreve Stalin, "essa é a política do governo czarista"; e em seu lugar ele apresenta o slogan glorioso 'Viva a Fraternidade Internacional '.

  • Aqueles que odeiam a classe trabalhadora e as pessoas, aqueles que odeiam a paz, aqueles que odeiam e temem a concepção de fraternidade internacional, sempre odiaram e temeram Stalin, o homem da paz, da fraternidade internacional, o campeão da classe trabalhadora e os pessoas que trabalham. Eles o temiam e o caluniavam em sua vida e o temiam e o caluniavam em sua morte. Stalin sempre gostou de citar a palavra de ordem do socialista alemão Bebel: ' O que agrada a nossos inimigos é prejudicial para nós' (Vol. I, p. 185 e p. 269). Os escritos e as ações de Stalin nunca foram agradáveis ​​para os inimigos da paz e do povo. Nestas primeiras obras do jovem Stalin, já camarada de armas de Lenin, já um grande líder do movimento operário, já um profundo teórico do marxismo, há uma profunda riqueza de lições para quem luta pelo socialismo ou para quem estão construindo o socialismo em todos os países. A publicação em inglês do primeiro volume das obras de Stalin é um evento marcante para o movimento trabalhista e progressista neste país.

  • Notas

  • 1. JV Stalin. Works , vol. 1, 1901-1907. (Foreign Languages ​​Publishing House, Moscou; Lawrence & Wishart, pp. 426. 5s.). Data de publicação a ser anunciada em breve.







0 visualização

119-4175-0366 ou

cienciasrevolucionárias@gmail.com